A Petrobras elaborou um Plano de Cargos e Remunerações (PCR) que pode anular benefícios conquistados pelos petroleiros em acordos coletivos ao longo dos anos. A medida provocaria desvios de funções e acúmulo de registros profissionais, além de maior sucateamento da estatal, conforme declarações do diretor do Sindipetro – RJ e da Federação Nacional dos Petroleiros, Luiz Mario Nogueira Dias. O PCR tem caráter de inclusão individual e voluntária, e Dias chama atenção para os problemas atrelados a ele.