O monge kelsange Drime ministrou a palestra “A busca da mente serena – os efeitos da meditação na vida, na carreira e nas empresas” no auditório Gilda Nunes do Conselho Regional de Administração do Rio de Janeiro.

Drime explicou que a prática regular de meditação pode propiciar uma vida com menos estresse, uma carreira mais promissora e funcionários mais hábeis e produtivos. Ele defendeu que a prática é um treinamento mental para que o profissional desenvolva sua criatividade para executar suas tarefas de forma mais eficaz, retirando os medos, as incertezas e os conflitos internos vividos por cada indivíduo. Ainda segundo o monge, quando o colaborador medita de forma regular aprende a lidar com as pessoas à sua volta.

De acordo com Drime, o mercado de trabalho exerce pressão sobre quem está atuando e sobre que está precisando trabalhar, portanto todos sofrem com as aflições cotidianas. Assim, as competências que precisam ser desenvolvidas acabam não sendo alcançadas, pois as preocupações impedem que o profissional cresça de fato.

“Várias pessoas falam inglês ou possuem MBA, entre outras atribuições, mas manter a mente equilibrada, serena, construtiva e clara é uma competência essencial para uma pessoa que quer fazer sucesso. Agora, quantas pessoas nós conhecemos que pratica o treino da mente efetivamente, tornando-se pessoas mais benéficas aos outros de uma maneira geral?” ressaltou o palestrante, defendendo que não precisa ser monge budista para tomar essa atitude de meditação.