O presidente da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária Miguel Alvarenga fala sobre os desafios enfrentados para que todos os cidadãos do Rio de Janeiro tenha acesso ao Saneamento Básico de qualidade e completo, evitando problemas ainda maiores, produzindo em efeito dominó.

Para ele, falta determinação política, planos de Estado e não apenas de Governo, e gestão profissional dos recursos disponíveis. Ele também aponta que este é um campo onde o Profissional da Administração deve atuar de forma efetiva para maiores e melhores resultados.